Na última sexta-feira, 31, Ariana Grande prestou uma homenagem à Aretha Franklin no seu funeral. A grande cantora, que marcou a história do Soul, faleceu no mês passado.

No meio de um momento tão delicado, as atenções voltaram-se para o pastor Charles H. Ellis III, que apresentava a cerimónia e assediou a cantora durante seu discurso. O pastor segurou-a nos seus braços e colocou sua mão direita sobre seu seio e deixou-a visivelmente desconfortável.

“Eu gostaria de me desculpar com a Ariana, os seus fãs, a sua família e com toda a comunidade se o que eu disse foi entendido de forma errada, era só uma piada e saiu mal, quando se está a fazer uma programação por tanto tempo, a gente tenta manter as coisas mais light e fazer algumas referências engraçadas. Eu amo todos vocês, todo vocês sabem que eu abraço toda a gente. Nunca seria a minha intenção tocar nos peitos de uma mulher, eu acho que coloquei o meu braço à volta dela. Eu abraço todas as artistas femininas e eu abraço todos os artistas masculinos. Todos os que estavam lá, eu apertei-lhes as mãos e abracei-os. É sobre isso que somos na igreja, é tudo sobre amor. Talvez eu tenha cruzado a linha, ou fui amigável demais. De novo, eu peço desculpas pelo modo como eu agi, se eu agi mal. Eu acredito no bem, e como cristão e homem de Deus eu devo desculpar-me. Eu sinceramente peço perdão à Ariana novamente se eu a ofendi de alguma forma. A última coisa que eu queria era ser uma distração nesse dia, que é todo sobre Aretha Franklin, a rainha do Soul.”

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.